Última hora

Última hora

Deterioração das perspetivas do comércio externo chinês

Em leitura:

Deterioração das perspetivas do comércio externo chinês

Tamanho do texto Aa Aa

Degradam-se as perspetivas comerciais da China: a constatação foi feita pelo ministro chinês do Comércio, face à acumulação de dados que apontam para a desaceleração económica mundial e o agravamento da crise na Europa.

Em julho, as exportações chinesas cresceram 1% em termos anuais. É o pior ritmo em três anos, depois das exportações para o principal mercado, a União Europeia, terem afundado 16%.

A recuar está também o investimento estrangeiro no país. No caso europeu, a queda foi 2,7%, nos primeiros sete meses do ano, para 3,2 mil milhões de euros.

Pequim vê assim ameaçado o cumprimento da meta de crescimento do comércio, fixada nos 10% para este ano, e começa a temer pelos 200 milhões de empregos dedicados ao setor externo. Esperam-se, por isso, mais estímulos para alimentar o crescimento da segunda maior economia do mundo.