Última hora

Última hora

Porta voz do WiliLeaks ainda acredita nas negociações

Em leitura:

Porta voz do WiliLeaks ainda acredita nas negociações

Tamanho do texto Aa Aa

A defesa de Julien Assange vai recorrer ao Tribunal Internacional de Justiça, se o Reino Unido não conceder uma passagem segura para o Equador. A informação foi adiantada por um porta voz do Wikileaks, que realça ainda ter esperança nas negociações diplomáticas.

Aguarda-se também a declaração pública de Assange, no próximo domingo em frente à embaixada do Equador, em Londres.

Kristinn Hrafnsson, porta voz do Wikileaks: “A situação agora é claramente um impasse, de certa forma. Espero que as autoridades britânicas mudem de posição e lhe deem passagem segura, que se apercebam que a coisa certa a fazer é dar-lhe uma passagem segura da embaixada do Equador.

Agora, se mantiverem a posição jurídica, o chefe da equipa de advogados de Julien, Baltazar Garzon, indicou que levará a questão ao Tribunal Internacional de Justiça e vai insistir com o Tribunal para forçar o Reino Unido a cumprir esta decisão, com base no fato que Julian tem um estatuto de refugiado.”