Última hora

Última hora

Tóquio repatria ativistas pró-Pequim

Em leitura:

Tóquio repatria ativistas pró-Pequim

Tamanho do texto Aa Aa

Japão repatriou os 14 ativistas que reclamavam a soberania chinesa das ilhas no Mar do Sul da China. Um território reivindicado por Tóquio e por Pequim.

Os jovens chegaram ao arquipélago das Senkaku, como é conhecido em japonês e Diaoyu, em chinês, numa embarcação de pesca, mas não tardaram a ser detidos pela guarda costeira.

A China pediu a libertação imediata dos ativistas. A deportação foi aprovada, esta quinta-feira. O primeiro-ministro diz que é lamentável que os jovens tenham desembarcado ilegalmente na ilha e ignorado os repetidos avisos feitos pelas autoridades.

A última vez que ativistas pró-Pequim desembarcaram no arquipélago remonta a 2004. Na altura eram sete e à semelhança do que aconteceu, agora, foram repatriados dias depois.

O incidente que coincide com mais um aniversário do fim da II Guerra Mundial promete fazer aumentar a tensão em Tóquio e a China.