Última hora

Última hora

Síria: Governo de Assad desmente deserção de vice-presidente

Em leitura:

Síria: Governo de Assad desmente deserção de vice-presidente

Tamanho do texto Aa Aa

Os rebeldes sírios garantem que este sábado as tropas do governo bombardearam e fizeram buscas em todo o país, incluindo a província de Daraa, em Aleppo e nos subúrbios de Damasco.

Os confrontos não páram enquanto há movimentações políticos:
Depois de terem surgido notícias de que o vice-presidente sírio teria desertado, o gabinete do próprio Farouk al-Sharaa negou estas informações.
Num comunicado, o gabinete congratulou-se pela escolha de Lakdar Brahimi como novo mediador da ONU e da Liga Árabe para a Síria.
Entretanto, mais os observadores das Nações Unidas estão a abandonar o país por falta de segurança.

O chefe da missão da ONU, Babacar Gaye, disse mesmo que há alguma desilução em todo este processo: “a meio de junho era claro que ambas as partes não estavam empenhadas em cumprir o cessar-fogo. E, nesta posição, faço um apelo para que se mudem as mentalidades de uma lógica militar para o diálogo. É por isso que sentimos alguma frustração.”

De qualquer forma, Babacar Gaye garante que a ONU não vai abandonar o país e aproveitou ainda para acusar os dois lados do conflito de não garantir a proteção dos civis