Última hora

Última hora

Julian Assange acusa EUA de "caça às bruxas"

Em leitura:

Julian Assange acusa EUA de "caça às bruxas"

Tamanho do texto Aa Aa

Julian Assange acusou a administração norte-americana de estar violar a liberdade de expressão e pediu que se abandonem as acusações e processos contra o Wikileaks. Da varanda da embaixada do Equador em Londres, Assange deixou o apelo:“Peço ao Presidente Obama que tome a atitude certa. Os Estados Unidos têm que desistir da “caça às bruxas” contra o WikiLeaks. Os Estados Unidos devem comprometer-se perante o mundo que não vai perseguir os jornalistas que divulgam crimes de poderosos”

O australiano acusou ainda as autoridades britânicas de violar as leis do direito internacional, na passada quarta-feira: “depois do escurecer, consigui ouvir as equipas de polícia a entar entrar no edifício pelas escadas de emergência.”

E esta alegada violação da lei internacional e as ameaças de invação da embaixada do Equador em Londres foram tema de debate nos encontros dos países da América Latina que decorreram este domingo. O presidente do Equador já considerou os avisos deixados pelas autoridades britânicas verdadeiros ataques às regras básicas da diplomacia.