Última hora

Última hora

Atleta olímpica somali morre como imigrante clandestina

Em leitura:

Atleta olímpica somali morre como imigrante clandestina

Atleta olímpica somali morre como imigrante clandestina
Tamanho do texto Aa Aa

Os imigrantes clandestinos que morrem ao tentar alcançar as costas europeias têm pela primeira vez uma face.

A atleta somali Samia Yusuf Omar morreu no naufrágio de uma embarcação na viagem entre a Líbia e Itália, anunciou hoje o comité olímpico durante uma reunião na Somália.

A participação da corredora dos 200 metros nos jogos olímpicos de Pequim em 2008 não tinha passado desapercebida apesar de ter sido a última a concluir a prova.

A atleta de 17 anos que treinara entre balas, num país em conflito, tornara-se num símbolo de preserverança.

Samia tinha abandonado o país no ano passado para rumar a Itália com o objetivo de treinar no país para os jogos olímpicos de Londres.