Última hora

Última hora

Eleições antecipadas e "anti-crise" no país basco

Em leitura:

Eleições antecipadas e "anti-crise" no país basco

Tamanho do texto Aa Aa

O líder do governo basco convocou eleições antecipadas para o próximo dia 21 de outubro, em defesa do que chamou de um “modelo anti-crise”.

À frente da região menos afetada pela situação económica espanhola, o socialista Patxi Lopez não poupou críticas às medidas de austeridade do governo central de centro-direita.

Lopez espera poder beneficiar nas urnas tanto da revolta crescente contra os conservadores quanto da pacificação do conflito com a ETA.

“Hoje podemos caminhar em liberdade nas ruas, podemos exprimir as nossas opiniões sem temer pela nossa vida, só por isso valeu a pena ter um governo socialista no país basco”.

As sondagens apontam para uma vitória dos nacionalistas do PNV, seguidos de perto pelos independentistas do EHB, herdeiros do braço político da ETA.

Uma situação de quase empate técnico que poderia voltar a dar aos socialistas um papel decisivo, em especial depois dos conservadores terem retirado o apoio ao governo.

A data das eleições é simbólica, ocorre um dia depois do aniversário do anúncio, por parte da ETA, do fim de 40 anos de luta armada.