Última hora

Última hora

Vaga de calor é um desastre no sul da Europa

Em leitura:

Vaga de calor é um desastre no sul da Europa

Tamanho do texto Aa Aa

A vaga de calor que atingiu o sul da Europa está ter efeitos devastadores na agricultura. A região dos Balcãs é uma das mais afetadas. A seca está a ter um impacto na produção e os agricultores veem o futuro ameaçado. A maioria dos países atravessa igualmente uma grave crise económica, o que poderá impedir os governos de ajudar os produtores, como deseja um agricultor romeno: “Estamos com um grande problema. Se o Estado não nos der subsídios como fazem em países como a Alemanha ou a França, não sei se vamos ter dinheiro para as sementeiras do outono.”

A Eslovénia é outro dos países afetados. As temperaturas elevadas batem recordes em Liubliana. O impacto nos preços dos produtos agrícolas é enorme. Uma vendedora arrisca, no entanto, mais uma explicação para a escassez de clientes: “Há poucos compradores com este calor. Alguns ainda estão de férias. A quantidade de produtos agrícolas diminuiu por causa da seca. Agora fazemos um quarto do dinheiro que fazíamos antes.”

Já em Itália o calor é tido como a principal causa dos incêndios que se registaram neste início de semana. Só na segunda-feira os bombeiros transalpinos tiveram de fazer frente a 127 fogos florestais, anunciaram hoje as autoridades. A região de Nápoles foi a mais afetada, com 32 incêndios. O fumo chegou a provocar um morto. Um climatólogo italiano aponta o dedo à mudança climática em curso.