Última hora

Última hora

França discute fim das restrições laborais de romenos e búlgaros

Em leitura:

França discute fim das restrições laborais de romenos e búlgaros

Tamanho do texto Aa Aa

Bruxelas pressiona a França para que ponha fim à política de expulsão de ciganos romenos, depois de Paris ter ordenado, este mês, o desmantelamento à força de vários acampamentos da comunidade.

Numa entrevista à imprensa belga, a comissária europeia da justiça, Viviane Reding, afirma esperar medidas concretas de Paris para pôr fim à discriminação laboral que pesa sobre os cidadãos romenos e búlgaros.

Em causa estão as atuais restrições impostas por França e outros cinco países europeus aos trabalhadores provenientes da Bulgária e Roménia, que o primeiro-ministro francês, Jean-Marc Ayrault deverá reavaliar, durante uma reunião interministerial, esta tarde, em Paris.

Apesar das recentes operações policiais, o governo socialista afirma que integração é uma das suas prioridades.

Um analista sublinha a importância de mudar a política do governo, “para passar de uma perspetiva policial, via o ministério do Interior, como aconteceu com Sarkozy ou hoje com o ministro Manuel Valls, para uma política de verdadeira integração dos imigrantes da comunidade romena”.

As restrições à liberdade de circulação destes trabalhadores estão em vigor até 2013, mas alguns países como a Itália ou a Irlanda já as levantaram por iniciativa dos governos nacionais.

As restrições limitam o recrutamento dos trabalhadores a 150 profissões, obrigando os eventuais empregadores ao pagamento de uma taxa específica.