Última hora

Em leitura:

Presidente sul-africano promete apurar a verdade


África do Sul

Presidente sul-africano promete apurar a verdade

O Presidente sul-africano, Jacob Zuma, visitou, esta quarta-feira, pela primeira vez a mina de platina de Marikana. Zuma garantiu aos mineiros da Lonmin, em greve há vários dias, que têm o apoio do executivo.

Zuma foi ao local onde na semana passada 34 mineiros foram abatidos pela polícia durante uma carga policial, com munições reais, e prometeu que a verdade irá ser apurada.

“Quando ouvi que as coisas tinham corrido mal e mesmo antes de saber quais os reais danos, decidi criar uma comissão de inquérito de modo a apurar a verdade. É uma comissão não só de inquérito mas judicial. Vai investigar, legalmente, para que se apure a verdade,” garantiu Zuma.

Quase uma semana depois do massacre dos mineiros, os líderes religiosos do país apelam à calma de modo a evitar o escalar da violência.

Os grevistas exigem melhores condições de trabalho e um aumento significativo dos salários.

A greve na mina Lonmin, em Marikana, provocou já o aumento do preço da platina, nos mercados e levantou preocupações em relação a continuar-se a investir na maior economia africana.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Espanha: "Restauradora" destrói fresco do séc. XIX