Última hora

Última hora

Tony Nicklinson: Faleceu o britânico que lutou pelo direito a uma morte assistida

Em leitura:

Tony Nicklinson: Faleceu o britânico que lutou pelo direito a uma morte assistida

Tamanho do texto Aa Aa

Tony Nicklinson encontrou finalmente a morte depois lutar durante anos pelo direito a morrer dignamente. O britânico de 58 anos faleceu na manhã desta quarta-feira, uma semana depois do Supremo Tribunal lhe ter negado a possibilidade de uma morte assistida. Tony Nicklinson recusou comer desde que conheceu a decisão e contraiu uma pneumonia.

A sua advogada explicou que Tony Nicklinson ficou destroçado quando lhe foi dado a conhecer o acórdão do Supremo Tribunal.

O britânico sofreu um acidente vascular cerebral em 2005 que o deixou completamente paralisado do pescoço para baixo e incapaz de falar. Mas o cérebro funcionava perfeitamente.

Os magistrados recusaram o seu pedido para pôr fim à vida com a ajuda de um médico sem que este fosse acusado de homicídio, alegando que compete ao parlamento mudar a lei. A polícia afirmou que não vai abrir nenhum inquérito.