Última hora

Última hora

Atirador de Toulouse pode não ter atuado sozinho

Em leitura:

Atirador de Toulouse pode não ter atuado sozinho

Tamanho do texto Aa Aa

Afinal autor dos ataques em Toulouse, em França, que mataram 7 pessoas em Março deste ano pode não ter atuado sozinho, como anunciaram as autoridades francesas.

De acordo com documentos dos serviços secretos, divulgados pelo jornal Le Monde, Mohamed Merah já estaria referenciado desde 2009 e que fez quase 2000 chamadas telefónicas, em seis meses, sendo que 200 foram ligações para 20 países.

Os relatórios dizem que jovem morto após um cerco policial, nos últimos tempos antes do ataque, teria um “comportamento suspeito, que trocava frequentemente de correio de eletrónico e de número de telemóvel e que estaria a tentar ludibriar as autoridades”.

O documento de 26 de abril de 2011 da Direção Central de Inteligência Interior fala da influência decisiva do irmão Abdekkader na radicalização do jovem jihadista.

Recorde-se que Mohammed Merah foi acusado de ser o atirador que fez três ataques nas cidades de Toulouse e Montauban, no sudoeste da França.
Antes de ser morto, Merah reivindicava pertencer à Al Qaeda.