Última hora

Em leitura:

Guerra na Síria já fez fugir 200 mil pessoas


Síria

Guerra na Síria já fez fugir 200 mil pessoas

São já 200 mil os refugiados sírios nos países vizinhos. Um número que ultrapassa largamente a previsão de 185 mil feita pela ONU até ao final do ano.

Só a Jordânia contou, nas últimas 24 horas, a chegada de mais 2200 pessoas. A proximidade do conflito e a fuga dos sírios está a fazer aumentar fortemente a tensão no norte do Líbano.

“A segurança no Líbano é uma preocupação para nós. Abrimos esta semana um centro de registo de refugiados em Tripoli, mas já foi fechado por razões de segurança. No leste do Líbano, em Bekaa, tivémos que reconfigurar a forma de trabalhar para evitar a aglomeração de pessoas”, explica o porta-voz do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados.

A Turquia continua a ser o principal destino dos que fogem à guerra na Síria e conta já com quase 78 mil refugiados. Só nos últimos dois dias chegaram 3.500 pessoas. O governo anunciou a criação de mais sete campos para acolhimento.

Uma mulher diz que são bem tratados nos campos, mas manifesta uma enorme preocupação pelos familiares que estão ainda na Síria, dispersos pelas zonas de conflito. “Não estamos felizes com esta separação”, acrescenta.

Os combates no terreno continuam a intensificar-se, sobretudo nas cidades de Damasco e Aleppo. 17 meses após o início da revolta popular, o conflito assumiu definitivamente os contornos de guerra cívil. A oposição armada reagrupa agora militares desertores e muitos civis que pegaram em armas.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Alívio na Noruega