Última hora

Última hora

Neil Armstrong: Desapareceu um herói americano

Em leitura:

Neil Armstrong: Desapareceu um herói americano

Tamanho do texto Aa Aa

«É um pequeno passo para (um) homem, um salto de gigante para a humanidade».

Foi com estas palavras que Neil Armstrong entrou na história da conquista do espaço e da Humanidade, no dia 20 de Julho de 1969, ao pisar a superfície lunar.

Armstrong, que atingiu o estatuto de herói norte-americano e um dos melhores exploradores do espaço, faleceu este sábado, aos 82 anos, de uma complicação cardiovascular, na sequência de uma operação ao coração.

Era, desde pequeno, fascinado por aviões.
Foi piloto durante a guerra da Coreia e, em 1962, foi selecionado pela Agência Espacial norte-americana, NASA, tornando-se astronauta.

Homem modesto, não apreciava particularmente a fama e a exposição mediática. Vivia há várias décadas num rancho recuado do Ohio, o estado em que nasceu, em Agosto de 1930. Nos últimos anos, tinha mesmo deixado de assinar autógrafos quando percebeu que eram vendidos a preços exorbitantes.

Barack Obama classificou-o como “um dos maiores heróis americanos de todos os tempos”.