Última hora

Última hora

Bombas sobre Damasco em resposta a ataque contra helicóptero militar

Em leitura:

Bombas sobre Damasco em resposta a ataque contra helicóptero militar

Tamanho do texto Aa Aa

A força aérea síria bombardeou, esta segunda-feira, dois bairros de maioria sunita nos arredores de Damasco.

Segundo a oposição, pelo menos 60 pessoas terão morrido, naquela que é a primeira intervenção com aviões de guerra na zona onde os rebeldes tinham conseguido assumir o controlo de vários postos de controlo do exército.

A ação assemelha-se a uma resposta ao ataque rebelde que abateu horas antes um helicóptero do exército quando este bombardeava os subúrbios da capital.

O exército livre sírio apela há semanas à comunidade internacional para enviar armamento anti-aéreo para o país, pedindo igualmente a criação de uma zona de exclusão aérea no país.

Nos últimos dias, o regime voltou a concentrar as operações contra os rebeldes em Damasco, depois dos intensos combates das semanas anteriores, na capital económica do país, Aleppo.

Na cidade, os combates mantém-se num impasse, com o avanço dos rebeldes a ser bloqueado pelos bombardeamentos repetidos do exército.

No plano internacional, a ONU anunciou hoje a abertura de uma investigação ao massacre de mais de 300 civis em Daraya durante o fim-de-semana.

Segundo a oposição, as vítimas teriam sido executadas pelos militares.