Última hora

Última hora

Tufão Bolaven mata quatro pescadores chineses na Coreia do Sul

Em leitura:

Tufão Bolaven mata quatro pescadores chineses na Coreia do Sul

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos quatro pescadores morreram e doze estão desaparecidos, após o naufrágio de dois barcos de pesca chineses em águas sul-coreanas, consequência do tufão Bolaven, um dos mais potentes dos últimos 60 anos a assolar a Ásia.

Graças à ação dos bombeiros e da guarda costeira da Coreia do Sul, onze pescadores puderam, contudo, ser salvos.

Depois de passar pelo Japão, onde provocou um morto e cinco feridos, o Bolaven assola agora o sul da península coreana, e concretamente a ilha de Jeju, perto da qual os barcos chineses naufragaram.

A agência sul-coreana de prevenção das catástrofes naturais colocou o nível de alerta no máximo. A entrada de barcos no porto de Busan foi interditada, as ligações por ‘ferry’ suspensas e, desde segunda-feira, 247 voos – internacionais e domésticos – foram já anulados.

À passagem pela ilha de Jeju, o tufão arrancou árvores, destelhou casas e privou 200 mil habitações de água canalizada.

A capital do país, Seul, com os seus dez milhões de habitantes, está igualmente em estado de alerta e todas as escolas receberam ordem de encerramento.