Última hora

Última hora

AIEA acusa Teerão de reforçar programa nuclear

Em leitura:

AIEA acusa Teerão de reforçar programa nuclear

Tamanho do texto Aa Aa

Um relatório da Agência Internacional de Energia Atómica revela que o Irão duplicou a capacidade de produção de urânio enriquecido.

De acordo com o documento, Teerão não só aumentou o número de centrifugadoras nas instalações nucleares de Fordo, como dificultou as inspeções na base militar de Parchin.

Instalações que a Agência acredita terem servido para fazer testes de explosão convencional. Uma acusação, entretanto, desmentida pelo representante iraniano na AIEA, Ali Ashgar Soltanieh:

“A única notícia importante é que depois de mais de 5000 inspeções, algo sem precedentes na história da Agência Internacional de Energia Atómica, não foram encontradas evidências sobre a existência de material nuclear ou de atividades com objetivos militares por parte da Agência.”

Washington já fez saber que a paciência tem limites e que a porta aberta ao diálogo não é eterna.

Teerão insiste que a produção de urânio enriquecido se destina a fins civis. Também, o líder supremo iraniano rejeitou a ideia de que o país esteja a desenvolver uma bomba atómica.