Última hora

Última hora

Hong Kong: Estudantes em greve de fome contra curso de patriotismo chinês

Em leitura:

Hong Kong: Estudantes em greve de fome contra curso de patriotismo chinês

Tamanho do texto Aa Aa

Um grupo de estudantes instalou-se, este sábado, nas proximidades da sede do governo de Hong Kong e deu início a uma greve de fome de 72 horas.

Os estudantes protestam contra a introdução do curso de patriotismo chinês nos currícula escolares. Os curso começam em regime de frequência facultativa, mas até 2016 tornam-se obrigatórios em todas as escolas.

“Nós concluímos que isto é uma missão política. Não temos mais forma de luta. Não temos outra solução senão ocupar este sítio e começar uma greve de fome”.

“O futuro de Hong Kong está nas nossas mãos. Se não queremos um futuro negro em Hong Kong, temos que o evitar. E a responsabilidade não é só dos adultos. É um dever de todas as pessoas de Hong Kong, incluindo os estudantes”.

Já em Julho, 90 mil pessoas se tinham manifestado nas ruas da cidade contra esta reforma educativa que dizem ser uma lavagem ao cérebro dos jovens.

O governo de Hong Kong rejeita as acusações afirmando que as aulas de “educação nacional” são cruciais para forjar a identidade e o sentimento de pertença à nação.