Última hora

Última hora

Vítimas da Talidomida receberam pedido de desculpas

Em leitura:

Vítimas da Talidomida receberam pedido de desculpas

Tamanho do texto Aa Aa

Foram precisos cinco décadas para que a companhia alemã que produzia a Talidomida, que provocava mal formações nos bebés, apresentasse as desculpas às famílias.

Na sexta-feira, o diretor executivo da Grunenthal Harald Stock pediu “perdão por nos últimos 50 anos a companhia não ter encontrado uma forma de comunicar de ser humano para ser humano em vez de impôr o silêncio”.

As vítimas, organizadas em associações, pedem compensações: “Queremos dar o exemplo aqui na Alemanha onde a questão foi evitada durante décadas. Queremos que os responsáveis paguem pelo que fizeram como é normal neste país”.

Estima-se que cerca de 10 mil crianças nasceram com deformações, algumas sem braços ou pernas ou mesmo invisuais depois de as mães terem tomado a Talidomida para aliviar os enjoos matinais durante a gravidez. Entre cinco a seis mil pessoas vivem ainda com as deficiências causadas pelo medicamento.