Última hora

Última hora

Morte do reverendo Moon deixa fiéis de luto

Em leitura:

Morte do reverendo Moon deixa fiéis de luto

Tamanho do texto Aa Aa

A morte do milionário sul-coreano fundador da Igreja da Unificação provoca pena e luto entre os seguidores.

Sun Myung Moon tinha sido hospitalizado no mês passado depois de sofrer complicações devido a uma pneumonia. Com 92 anos de idade o seu corpo não resisitiu.

Rejeitado pelas igrejas protestantes coreanas, Moon fundou em 1954 sua própria congregação. O movimento é conhecido pelas cerimónias de casamento que reúnem milhares de casais.

Atualmente é uma das maiores e mais controversas comunidades religiosas do mundo, sendo considerada uma seita em vários países.

A organização reivindica presença em 200 países para três milhões de seguidores que se referem a Moon como “o verdadeiro pai”.

“É uma dor imensa, como se tivesse perdido um membro da minha família. Perder fisicamente a famíla provoca um grande sofrimento.”

“Os nossos seguidores em todo o mundo rezam e dão-nos apoio emocional e financeiro, espero que deus nos ajude a espalhar a paz”.

Atualmente é uma das maiores e mais controversas comunidades religiosas do mundo, sendo considerada uma seita em vários países.

Hyung Jin Moon, o filho barão o líder assumiu em 2008 a gestão do império.