Última hora

Última hora

Dirigente da Cruz Vermelha Internacional reúne-se com presidente sírio

Em leitura:

Dirigente da Cruz Vermelha Internacional reúne-se com presidente sírio

Tamanho do texto Aa Aa

As necessidades humanitárias na Síria cresceram exponencialmente nas últimas semanas. O dirigente do Comité Internacional da Cruz Vermelha, o suíço Peter Maurer, reuniu-se esta terça-feira com o presidente Bashar al-Assad, em Damasco, para tentar ultrapassar as dificuldades que os trabalhadores humanitários enfrentam no terreno. Há mais de duas semanas que a organização internacional não consegue distribuir bens essenciais nas zonas de conflito. Os alimentos são raros nas áreas controladas pelos rebeldes, como nos bairros de Alepo que o exército tenta reconquistar. O número de sírios que fogem dos combates e que buscam refúgio perto da fronteira turca é cada vez maior.

“Ouvimos dizer que o meu irmão foi morto há cinco dias por isso fomos a Azaz para o enterrar. Quando estávamos no cemitério um avião largou duas bombas que caíram perto de nossa casa, por isso fugimos e regressámos a Bab al Salameh” – explica um deslocado que se encontra numa localidade fronteiriça.

De acordo com a ONU, há mais de um milhão e duzentos mil deslocados por todo o país e o número de refugiados nos países vizinhos ultrapassou os 230 mil. O Comité Internacional da Cruz Vermelha distribuiu bens de primeira necessidade a mais de 800 mil pessoas e providenciou água potável a mais de um milhão de deslocados desde o início do ano.