Última hora

Última hora

Mega protesto de mineiros na África do Sul

Em leitura:

Mega protesto de mineiros na África do Sul

Tamanho do texto Aa Aa

Os protestos duram há quase um mês e os mineiros não desistem. Esta quarta-feira, cerca de três mil grevistas voltaram a manifestar-se junto à mina de Marikana, na África do Sul, para reivindicar o aumento dos salários.

Os trabalhadores exigem um pagamento de 12500 rands, 1180 euros, contra os atuais 420 euros. Insistem que se isso não acontecer, fecham as minas da empresa Lonmin.

Um padre de Joanesburgo assistiu ao protesto e mostrou-se solidário com os mineiros. “Eles imploram, com arame farpado nos joelhos, por um horário de trabalho e um salário razoáveis”, diz. “Em comparação com o que algumas pessoas e alguns investidores lucram graças a esta mina, 12500 rands é razoável.”

A tensão voltou a estar ao rubro, no dia em que a imprensa sul-africana publicou novos testemunhos que atestam a execução sumária de 34 trabalhadores pela polícia no protesto de 16 de agosto.