Última hora

Última hora

França: Hipótese de mais do que um atirador no crime do Lago de Annecy

Em leitura:

França: Hipótese de mais do que um atirador no crime do Lago de Annecy

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades judiciais francesas inclinam-se cada vez mais para a tese de mais do que um suspeito envolvido no misterioso crime ocorrido em Chevaline, próximo do Lago de Annecy, na Alta Saboia francesa.

Os investigadores encontraram 25 fragmentos de bala dentro e fora do veículo de Saad al Hili.
A investigação prossegue lentamente. O irmão da vítima apresentou-se expontaneamente à polícia britânica:

“Ele voltou hoje a apresentar-se à polícia porque ouviu falar de conflitos entre ele e o irmão e veio dizer que não estava em conflito com o irmão”, contou o procurador de Annecy.

As vítimas são: o chefe da família, Saad al Hili, a mulher, Iqbal, uma mulher mais idosa ainda não identificada e um ciclista, que se presume tenha sido testemunha do crime.

Duas meninas, uma de quatro e outra de sete anos escaparam. A mais velha está em coma induzido no Hospital Universitário de Grenoble.

O procurador afirma ter esperança de que ela possa contar o que viu: “quantas pessoas, homem ou mulher, a cor da pele, o tipo de roupas e tudo o que possa ajudar a identificar os autores do crime”.

A polícia continua à procura de um veículo todo-o-terreno verde e de uma mota, que terão sido vistos nas proximidades.

A família vivia nos arredores de Londres. Vários investigadores franceses estão já na capital britânica para procederem a buscas na residência e recolherem informações sobre o ambiente familiar.