Última hora

Última hora

Exército sírio tenta cortar abastecimento de víveres em Alepo

Em leitura:

Exército sírio tenta cortar abastecimento de víveres em Alepo

Tamanho do texto Aa Aa

O exército sírio parece apostado em cortar os víveres aos bairros do leste da cidade de Alepo. A aviação prosseguia, esta manhã, os bombardeamentos de várias zonas residenciais na capital económica do país.

Segundo fontes da oposição, várias padarias e mercearias teriam sido alvo dos ataques desta manhã, aparentemente com barris explosivos.

Pelo menos uma dezena de pessoas terá morrido e mais de vinte ficado feridas depois de um destes artefatos ter atingido um edifício residencial no bairro de Hanano. A ofensiva ocorre depois dos rebeldes terem tomado ontem um quartel do exército nas imediações.

A vaga de violência ocorre num momento em que os Estados Unidos rejeitaram a proposta russa de discutir a transição política síria no Conselho de Segurança da ONU.

O ministro dos negócios estrangeiros russo, Serguei Lavrov, tinha reafirmado ontem a sua oposição a incluir numa futura resolução quaisquer sanções contra o regime de Bashar al-Assad.

Em Vladivostok, Hillary Clinton, afirmou que, “não serve para nada aprovar uma resolução pouco mordaz, pois já vimos que Assad continuará a ignorá-la e continuará a atacar a população”.

Ontem a aviação síria tinha destruído o depósito de água que abastece grande parte da cidade de Alepo.

A União Europeia afirmou ontem que prepara novas sanções contra o regime sírio, alertando para a urgência humanitária no terreno.