Última hora

Última hora

África do Sul: protestos de mineiros alastram-se a exploração de ouro

Em leitura:

África do Sul: protestos de mineiros alastram-se a exploração de ouro

Tamanho do texto Aa Aa

Os protestos dos mineiros sul-africanos ganham novo vigor. Os trabalhadores da exploração de platina de Marikana, perto de Joanesburgo, mantiveram esta segunda-feira a greve para exigir melhorias salariais. Quatro mil grevistas manifestaram-se rodeados de um importante dispositivo policial.

As reivindicações alastraram-se a uma das maiores explorações de ouro do país, onde 15 mil mineiros interromperam o trabalho para se juntarem ao protesto.

A ONG “Gift of the Givers” começou a distribuir no domingo alimentos aos grevistas. Um representante da ONG explica que “ontem, foram alimentadas mais de três mil pessoas”. Hoje, estão “à espera para ver quantas pessoas vão aparecer”, mas acrescenta que pensam “ser capazes de alimentar até cinco mil pessoas”.

Os protestos na mina de Marikana degeneraram no meio de Agosto, quando violentos confrontos com as forças de segurança resultaram em 44 mortos, entre os quais 34 mineiros, a maioria dos quais perderam a vida nas mãos da polícia.