Última hora

Última hora

Obama e Romney lançam-se na batalha pelos nove estados decisivos

Em leitura:

Obama e Romney lançam-se na batalha pelos nove estados decisivos

Tamanho do texto Aa Aa

O realismo de Obama supera a virulência de Romney, nas sondagens e nas doações para a campanha das presidenciais norte-americanas.

Segundo os estudos de opinião, o atual presidente sai da convenção democrata com cinco a seis pontos de diferença do seu rival republicano, depois de ter reconhecido as limitações do slogan de campanha de há quatro anos.

Uma vantagem que se traduz também num volume de doações de 114 milhões de dólares, três milhões de dólares superiores aos fundos recolhidos pela campanha de Romney.

Os dois candidatos lançaram-se numa batalha pelos nove estados que deverão decidir a eleição de Novembro: Obama na Florida e Romney no Ohio.

Iowa, Carolina do Norte, Virginia, Wisconsin, New Hampshire e Nevada são os restantes estados decisivos, que Barack Obama tinha arrebatado, sem exceção, em 2008.

Mas apesar das sondagens risonhas, a campanha democrata enfrenta um teste decisivo no seu próprio bastião, na cidade de Chicago.

Mais de 26 mil professores e funcionários escolares realizaram uma greve na cidade para exigir melhores salários e condições de trabalho.

Um protesto que visa diretamente o presidente da câmara de Chicago, o democrata Rahm Emanuel, antigo chefe da equipa de Obama e principal incentivador da reforma do sistema de saúde lançada pelo atual presidente.