Última hora

Última hora

Perito do governo francês valida plano da Peugeot Citroën

Em leitura:

Perito do governo francês valida plano da Peugeot Citroën

Tamanho do texto Aa Aa

Para sobreviver a Peugeot Citroën precisa de reestruturar-se e suprimir postos de trabalho. O perito nomeado pelo governo francês para analisar a situação do fabricante automóvel, Emmanuel Sartorius, acaba por validar o plano anunciado pela Peugeot Citroën em julho. O relatório evidencia o excesso de produção do grupo francês e critica o encerramento da fábrica de Aulnay e os erros estratégicos, por exemplo, ao nível da internacionalização.

A Peugeot anunciou a supressão de oito mil postos de trabalho e para Jean-Pierre Mercier, sindicalista, “as vidas e os empregos não dependem apenas deste relatório. Já não temos ilusões em relação aos relatórios de peritos”.

A Peugeot Citroën vive dias difíceis. No primeiro semestre, a empresa perdeu quase 820 milhões de euros e as vendas recuaram 10,7%. A empresa paga caro a dependência do mercado espanhol e italiano.

O perito critica, por exemplo, o encerramento da fábrica de Aulnay, enquanto a de Madrid, com maiores defeitos, será mantida aberta.

O relatório e as dificuldades económicas acabaram por ensombrar as celebrações do centenário da primeira fábrica da Peugeot em Sochaux, no leste de França.