Última hora

Última hora

Mundo muçulmano mostra ira contra filme considerado insulto para o Islão

Em leitura:

Mundo muçulmano mostra ira contra filme considerado insulto para o Islão

Tamanho do texto Aa Aa

No mundo muçulmano, multiplicam-se os protestos contra o filme realizado por um promotor israelo-americano, considerado um insulto para o Islão.

A película de baixo custo, divulgada na internet e intitulada “A Inocência dos Muçulmanos”, associa nomeadamente o profeta Maomé às temáticas da homossexualidade e da pedofilia.

O filme está na origem de ações contra a embaixada norte-americana no Egito e do ataque mortífero contra a representação diplomática dos Estados Unidos na Líbia.

Na capital da Tunísia, as forças de segurança foram obrigadas a intervir para dispersar centenas de manifestantes salafistas que tentaram forçar o perímetro da embaixada norte-americana.

Na Faixa de Gaza, o filme também motivou um protesto contra os Estados Unidos. Os manifestantes queimaram bandeiras norte-americanas em frente à sede das Nações Unidas.

O movimento palestiniano Hamas condenou a difusão do filme, que classificou de um “ato racista e ofensivo”.