Última hora

Última hora

Mistério em redor de realizador do filme que indignou o mundo muçulmano

Em leitura:

Mistério em redor de realizador do filme que indignou o mundo muçulmano

Tamanho do texto Aa Aa

A identidade do realizador do filme de baixo custo que provocou a ira do mundo muçulmano está rodeada de mistério e confusão.

O cineasta, que se identificou como um promotor imobiliário israelo-americano terá decidido esconder-se, temendo pela sua vida. O nome pelo qual é conhecido, Sam Bacile, poderá ser um pseudónimo.

Steve Klein trabalhou como assessor no filme:

“Encontrei-o duas vezes. Não sei de que país é originário, mas sei que não é um judeu de Israel. Apenas posso supor que avançou essa hipótese para proteger a família, que está no Médio Oriente.”

Klein diz que Bacile ficou abalado com a morte do embaixador norte-americano na Líbia.

“Se falasse deste filme consigo, iria matar alguém? Não. Nem o faria a larga maioria dos muçulmanos. Mas será que uma pequena fração daqueles cujo ADN e mente estão centrados neste comportamento louco, seria capaz de fazê-lo? Sim, poderiam fazê-lo. Será que tenho sangue nas minhas mãos? Não. Terei matado este tipo? Não.”

Uma das atrizes do filme, Cindy Lee Garcia, deu a entender que foi enganada acerca dos objetivos do filme:

“Disseram-me que estávamos a fazer um filme passado numa era há dois mil anos, que se chamava ‘Guerreiros do Deserto’, e que era simplesmente um filme sobre como eram as coisas na época.”

“Rezo pelas famílias dos que perderam a vida e para que termine esta loucura.”