Última hora

Última hora

Testemunha descreve cena do crime nos Alpes franceses

Em leitura:

Testemunha descreve cena do crime nos Alpes franceses

Tamanho do texto Aa Aa

A menina que sobreviveu ao quadruplo homicídio nos Alpes franceses foi repatriada para o Reino Unido.

Zainab al-Hilli, de 7 anos, está em fase de recuperação, depois de ter saído do coma, e o testemunho é bastante aguardado, para tentar elucidar as circunstâncias do crime misterioso.

Um ex-piloto da força aérea britânica foi a primeira pessoa a deparar-se, no passado dia 5, com a cena do crime, quando passeava de bicicleta num parque florestal junto ao lago de Annecy. Brett Martin explica que ao analisar a situação “tornou-se evidente que não se tratava de um acidente de automóvel. Parecia uma cena saída de Hollywood; se alguém tivesse dito ‘corta’ e todos se tivessem levantado, teria parecido normal, mas infelizmente tratava-se de uma situação real”. Martin acrescenta que começou a sentir-se nervoso, porque pensou que “poderia estar algum louco escondido na floresta” que rodeava o local.

O engenheiro de origem iraquiana, Saad al-Hilli, a mulher e a sogra foram mortos a tiro no interior de um carro. O corpo de um ciclista francês foi encontrado junto ao local.

Os investigadores franceses viajaram ontem ao Reino Unido para colaborar com os detetives britânicos que têm conduzido as buscas na casa da família al-Hilli, que vivia no sul de Londres.