Última hora

Última hora

"Primeira dama" dos kmers vermelhos libertada por demência

Em leitura:

"Primeira dama" dos kmers vermelhos libertada por demência

Tamanho do texto Aa Aa

A justiça do Cambodja libertou Ieng Thirith, conhecida como a “primeira dama” do regime dos kmers vermelhos. Os juízes reconheceram que o estado de demência mental da arguida de 80 anos impede a continuação do julgamento por genocídio, crimes de guerra e crimes contra a humanidade. A libertação aumenta o ceticismo sobre a ação do tribunal, depois da morte dos dois principais responsáveis dos kmers vermelhos, sem terem sido julgados. Ieng Thirith, que fora cunhada de Pol Pot, tinha ocupado o lugar de ministra dos Assuntos Sociais do regime comunista.