Última hora

Última hora

Estados Unidos pedem calma à China e Japão

Em leitura:

Estados Unidos pedem calma à China e Japão

Tamanho do texto Aa Aa

Manifestantes chineses desfilaram em Pequim, em frente da embaixada do Japão, protestando contra a reivindicação nipónica sobre as ilhas Senkaku.

China e Japão reclamam a soberania do pequeno arquipélago e o Japão endureceu a sua posição, impondo sanções comerciais a Pequim.

A China avisou entretanto que se a retaliação comercial se prolongar, isso provocará um retrocesso de 20 anos, nas relações entre os dois estados.

As principais empresas japoneses suspenderam as suas actividades na China, alegando que temem pela sua segurança, na sequências das maifestações anti-japão.

O secretário da Defesa norte americano, Leon Panetta, diz que os Estados Unidos estão preocupados com a situação e apelou à calma, dos dois lados do conflito:

“Estamos preocupados com o conflito que se desenrola à volta das ilhas Senkaku e a mensagem que tentei transmitir é que desejamos calma e moderação dos dois lados”.

As ilhas Sekaku situam-se no mar da China Oriental.

Apesar da sua pequenês, são agora motivo de um conflito entre duas das mais importantes potências económicas mundiais.

A marinha chinesa está a patrulhar a zona, com um reforço de meios, para evitar que a bandeira do Japão volte a ser içada, no arquipélado.