Skip to main content

Comandante rebelde sírio fala à euronews
| Partilhe este artigo
|

Abdelkader el-Hadj é uma das maiores figuras da resistência síria: comanda uma força de 6000 homens, mas não é militar de carreira. Era comerciante antes de se juntar às tropas rebeldes.

Farouk Atig, enviado especial da euronews à Síria, conseguiu uma entrevista exclusiva. O comandante rejeita as acusações de que as tropas rebeldes estejam enfraquecidas: “Não estamos enfraquecidos, pelo contrário, estamos mais fortes que antes. Estamos mais fortes agora. Os efetivos do exército de Assad estão reduzidos e desmoralizados. É um exército incapaz de combater em mais que uma frente”.

Aos microfones da euronews, desmentiu também que haja combatentes estrangeiros nas hostes da brigada que comanda. Há rumores sobre a presença de palestinianos, líbios e tunisinos: “Em nome da brigada Ettawhid, posso dizer que não tenho qualquer combatente que não seja sírio. Quanto às outras brigadas, é possível que haja soldados de outros países árabes, mas são muito poucos. Muito obrigado a eles. Não precisamos de voluntários, precisamos mais de armas”.

A euronews transmite, esta quarta-feira, uma versão alargada da entrevista, em que o comandante desmente ainda a compra de armas às potências estrangeiras. Garante que todas as armas foram capturadas ao exército regular.

Copyright © 2014 euronews

Mais informação sobre
| Partilhe este artigo
|

Login
Por favor, introduza os seus dados de login