Última hora

Última hora

Protestos anti-filme fazem 12 mortos em Cabul

Em leitura:

Protestos anti-filme fazem 12 mortos em Cabul

Tamanho do texto Aa Aa

Esta terça-feira foi de novo marcada por protestos, em todo o mundo islâmico, contra o filme “A inocência dos muçulmanos”.

Como a película foi produzida nos Estados Unidos, os manifestantes procuraram alvos americanos, para despejar a sua idignação.

Os protestos são geralmente acompanhado de violência, nalguns casos, extrema.

Foi assim em Cabul, a capital do Afeganistão, onde um ataque suicida contra um mini-autocarro fez 12 mortos.

Entre eles, contam-se tripulantes russos e sul-africanos, de aviões comerciais.

O atentado terá sido cometido por uma mulher que se fez explodir.

A ação foi reinvindicada por um grupo islamista, designado de Hezb-e-Islami.

No Egipto, o Procurador-Geral da República abriu expedientes judiciais contra sete cristãos coptas, de nacionalidade egípcia, que vivem nos Estados Unidos. O promotor suspeita que eles terão colaborado, na produção do filme.

Na cidade paquistanesa de Peshawar, a polícia disparou gases para dispersar uma manifestação que juntou cerca de 2.000 pessoas que tentavam aproximar-se do consulado norte-americano.

A polícia usou carros blindados para dispersar os manifestantes, supostamente convocados pelos Talibans e pela Al Qaeda.