Última hora

Última hora

Abusos a detidos na Geórgia deixam país em estado de choque

Em leitura:

Abusos a detidos na Geórgia deixam país em estado de choque

Tamanho do texto Aa Aa

São imagens chocantes, captadas na prisão georgiana de Gldani número 8.

O vídeo filmado pelas câmaras de segurança do estabelecimento penitenciário mostra vários detidos serem agredidos por um grupo de guardas prisionais.

As imagens foram difundidas na noite de terça-feira por duas televisões da Geórgia e deixaram o país em estado de choque.

Depois da difusão do vídeo, várias centenas de pessoas concentraram-se no centro de Tbilissi, a capital do país, para pedirem a demissão da ministra da Justiça, Khatuna Kalmakhelidze, o que acabaria por acontecer horas depois.

A chefe de redação da revista ‘Liberali’, Shorena Shaverdashvili, explica que “não é a primeira vez que há casos de tortura nas prisões. Só no relatório do ano passado eram identificados 140 casos diferentes de tortura e maus tratos aos prisioneiros. Isto é apenas a continuação de uma horrível tendência.”

Os detidos não são só sujeitos a agressões gratuitas. Um outro vídeo difundido pelas estações de televisão, mostra vários reclusos a serem violados com bastões e paus de vassoura.

O presidente georgiano, Mikhail Saakashvili, afirmou em comunicado estar “indignado e comovido” com as imagens e prometeu punir os responsáveis.