Última hora

Última hora

Confrontos em Jerusalém-Leste devido ao filme anti-islâmico

Em leitura:

Confrontos em Jerusalém-Leste devido ao filme anti-islâmico

Tamanho do texto Aa Aa

O filme anti-islâmico continua a atiçar os ânimos dos muçulmanos radicais um pouco por todo o mundo. Ontem dezenas de manifestantes em Jerusalém-Leste envolveram-se em confrontos com a polícia israelita. Não há notícias de feridos. Em Washington, o presidente Barack Obama apelou aos líderes do países muçulmanos para ajudarem os americanos a proteger as suas instalações diplomáticas. E a secretária de Estado Hillary Clinton alertou: “Nós estamos a tomar passos agressivos para proteger o pessoal das nossas embaixadas. Nós estamos a rever a segurança em cada uma das nossas instalações e vamos aumentá-la se necessário.”

No Paquistão as autoridades decidiram impedir o acesso ao YouTube. Uma medida que se pode estender a outros países, como a Rússia, se o site da internet não impedir o acesso ao vídeo no país. Em França, o governo receia as consequências da publicação, esta quarta-feira, de novas caricaturas de Maomé no jornal satírico Charlie Hebdo. Uma edição em nome da liberdade de expressão.