Última hora

Última hora

França reforça segurança em embaixadas por causa das caricaturas de Maomé

Em leitura:

França reforça segurança em embaixadas por causa das caricaturas de Maomé

Tamanho do texto Aa Aa

O governo francês colocou as embaixadas em alerta máximo em duas dezenas de países devido à publicação de caricaturas de Maomé num jornal satírico. As instalações diplomáticas e as escolas vão estar encerradas na sexta-feira, dia de oração para os muçulmanos.

O diretor do Charlie Hebdo defende a edição desta quarta-feira, em nome da liberdade de expressão: “Não podemos fazer uma caricatura de Maomé em França? Claro que podemos. Em França podemos fazer uma caricatura de quem quisermos. Em França a religião é como uma filosofia. Posso fazer uma caricatura de Maomé, como posso fazer uma de Karl Marx.”

“Isto é uma provocação. Querem criar problemas em França. Esta é a questão. Charlie Hebdo quer fazer dinheiro com os muçulmanos” – responde o presidente do observatório francês contra a islamofobia.

Em França também se receiam protestos. O país tem a maior comunidade muçulmana da Europa. O site do Charlie Hebdo foi ontem vítima de um ciberataque.