Fechar
Login
Por favor, introduza os seus dados de login

Skip to main content

|

O Braga foi a grande desilusão portuguesa nesta segunda noite da fase de grupos da Liga dos Campeões. José Peseiro tinha prometido qualidade, mas foi o Cluj, com quatro portugueses em campo, que fez a festa. Rafael Bastos, brasileiro que já passou inclusive pelo clube arsenalista, assinou os dois golos que ditaram a derrota bracarense em casa.

O Benfica, por outro lado, voltou a não conseguir vencer no reduto do Celtic, mas também não perdeu. A equipa de Jorge Jesus empatou a zero em Glasgow.

Nas contas dos grupos dos dois clubes portugueses, o Barcelona, próximo adversário do Benfica no grupo G, teve de suar para levar de vencida o Spartak de Moscovo, que esteve a vencer na Catalunha até 15 minutos do fim.

Tello adiantou os catalães aos 14’, Dani Alves foi infeliz e empatou com um autogolo. Na segunda parte, o brasileiro Romulo adiantou os russos, mas depois surgiu Messi. Aos 76’ e aos 80’, o argentino bisou e deu ao Barça uma preciosa vitória, que vale, para já, a liderança.

Quanto ao Braga, está na última posição do grupo H com mais um golo sofrido do que o Galatasaray, que foi a Manchester perder pela margem mínima com o United. Um único golo de Michael Carrick, logo aos 7’, valeu aos “Red Devils” os 3 pontos, com o português Nani a desperdiçar ainda uma grande penalidade na segunda parte, permitindo a defesa de Muslera, o guarda-redes uruguaio dos turcos.

Outros jogos da noite Nas restantes partidas de quarta-feira, destaque natural para o empate a dois golos em Londres entre Chelsea e Juventus. Os atuais campeões europeus até começaram muito bem, com o brasileiro Óscar, de 21 anos, a bisar ainda na primeira parte – realce especial para o segundo golo. A Juve reduziu ainda antes do intervalo, por Vidal. E perto do final, já com Óscar substituído nos londrinos, Quagliarella, que saltou do banco dos italianos, assinou o empate, que arrefeceu a festa inglesa em Stamford Bridge.

Na outra partida do grupo E, o Shakhtar Donetsk recebeu e venceu os dinamarqueses do Nordsjaelland, com um bis de Mkhitaryan. Um resultado que permite aos ucranianos assumir o primeiro posto da tabela.

No outro grupo em jogo esta quarta-feira, a receção ao Valência do Bayern, finalista vencido da última “Champions”, era o grande destaque. Os alemães venceram, por 2-1, mas ainda tremeram quando Valdez, à entrada dos descontos, reduziu a desvantagem de dois golos que os espanhóis levavam, após golos de Schweinsteiger (38’) e Kroos (76’). O Bayern não vacilou e, antes do apito final, ainda desperdiçou uma grande penalidade.

Na outra partida do grupo F, o Lille foi surpreendido em casa pelo Bate Borisov. Os bielorrussos chegaram mesmo ao intervalo a vencer por 3-0, de pouco valendo o golo dos franceses na segunda parte. O Bate está na frente.

Copyright © 2014 euronews

Mais informação sobre
|