Última hora

Última hora

Paris reforça segurança

Em leitura:

Paris reforça segurança

Tamanho do texto Aa Aa

Tudo indica que os protestos contra o filme “A inocência dos muçulmanos” passe a abranger as caricaturas do profeta Maomé, agora publicadas por um semanário humorístico francês.

Laurent Fabius, o ministro dos Negócios Estrangeiros, deixou um apelo ao bom senso.

“Naturalmente, respeitamos e protegemos a liberdade de expressão. Os tribunais estão aí, para decidir sobre os excessos que possam ocorrer.Mas não queremos que sejam feitas comparações e apelamos ao bom senso e responsabilidade das pessoas”.

Já está marcada para amanhã, em Paris, uma manifestação de protesto, contra as caricaturas.

O Al-Azhar, a mais alta autoridade da corrente islamita sunnita, condenou esta publicação

No Cairo, a capital do Egito, o secretário-geral da Liga Árabe que repesenta 21 países, pediu o fim das cenas de violência e dos ataques a embaixadas.

“O que este filme representa é qualquer coisa que toca o coração desta região. E houve esta reacção, que se pode considerar normal. Mas do que nós não gostamos é de ver ataques a embaixadas estrangeiras ou violência extrema”.

E as autoridades francesas ja reforçaram todo o dispositivo de segurança, sobretudo, no locais mais sensíveis.

Sexta-feira pode ser um dia crítico.

Para além dos protesto na rua, já há protestos em tribunal. Dois advogados turcos interpuseram, num Tribunal de Ankara, uma ação, contra o realizador e o produtor de “A inocência dos muçulmanos”.