Última hora

Última hora

Queda das taxas de juro de Espanha

Em leitura:

Queda das taxas de juro de Espanha

Tamanho do texto Aa Aa

Alívio da pressão sobre a Espanha. No leilão de dívida, esta quinta-feira, as taxas de juro das obrigações a dez anos caíram para 5,7%, o nível mais baixo desde janeiro.

Madrid vendeu 4,8 mil milhões de euros. A procura foi grande, sobretudo, para os títulos a três anos, abrangidos pelo novo programa de compra de dívida do BCE.

Ignacio Blanco, corretor no Bankinter, defende: “No último mês e meio, as taxas caíram cerca de 2%. Desde as declarações de Draghi, em julho, entre 2 e 3%. A procura foi importante. Ontem, o mercado comprava obrigações e hoje continuou. As primeiras operações após o leilão eram boas”.

O alívio pode ser temporário. O governo continua a recusar pedir ajuda europeia, mas economistas consideram que terá de o fazer, face às dificuldades das regiões. A Catalunha é uma delas.

O presidente regional Artur Mas encontrou-se com o primeiro-ministro Mariano Rajoy para abordar o pedido de resgate de cinco mil milhões de euros. Mas ao mesmo tempo, a Catalunha, a região mais rica de Espanha, pede mais autonomia fiscal e ideia de independência ganha apoio popular.