Última hora

Última hora

"Dia de amor ao profeta" marcado por cólera

Em leitura:

"Dia de amor ao profeta" marcado por cólera

Tamanho do texto Aa Aa

No “dia de amor ao profeta”, dois cinemas foram incendiados no Paquistão, por manifestantes em cólera contra o filme americano anti-islâmico.

Pelo menos quinze pessoas ficaram feridas nos confrontos entre polícias e manifestantes, em Peshawar.

O “dia de amor ao profeta” foi decretado pelo Governo paquistanês em reação à difusão do filme.

Os Estados Unidos compraram espaços publicitários nas televisões paquistanesas para difundir mensagens como esta, proferida por Barack Obama: “Desde a nossa fundação, os Estados Unidos têm sido uma nação que respeita todas as fés. Rejeitamos todos os esforços para denegrir as crenças religiosas dos outros, mas não há qualquer tipo de justificação para este tipo de violência sem sentido. Nenhum!”

As ruas de Karachi estão praticamente desertas esta sexta-feira. As lojas, os mercados e os escritórios encerraram. E os serviços de transportes públicos estão suspensos, por causa do feriado nacional decretado pelo governo.