Última hora

Última hora

Figuras do partido de Berlusconi suspeitas de corrupção

Em leitura:

Figuras do partido de Berlusconi suspeitas de corrupção

Tamanho do texto Aa Aa

É mais um escândalo de corrupção em Itália, com figuras do partido de Silvio Berlusconi.

Desde 2010, a região de Lazio, governada por Renata Polverini, gastou seis milhões de euros provenientes dos bolsos dos contribuintes.

Desta verba, os magistrados suspeitam que 800 mil euros tenham sido desviados pelo conselheiro regional Franco Fiorito. Conhecido como Batman, terá transferido o dinheiro para 12 contas e comprado dez apartamentos.

Fiorito, ex-líder da bancada do partido Povo da Liberdade no Parlamento Regional, denunciou, entretanto, vários conselheiros regionais por desfalques.

O dinheiro dos contribuintes terá servido também para financiar festas como a realizada há dois anos pelo conselheiro Carlo De Romanis, que já negou ter usado dinheiros públicos para pagar os custos do evento, avaliados em 20 mil euros. Só agora as fotos da festa foram divulgadas. Numa delas dois homens com máscaras de porcos aparecem agarrados a uma loira.

A governadora de Lazio admite que foi à festa, mas diz ter ficado pouco tempo, porque percebeu que não era um local adequado para si.

Renata Polverini nega estar envolvida no desvio de fundos, mas pediu desculpas e prometeu rever os gastos e apresentou um plano de cortes, já aprovado.

Algumas fontes dizem que Polverini queria demitir-se, mas terá sido dissuadida por Berlusconi, que quer recandidatar-se às eleições do próximo ano.