Última hora

Última hora

Romney divulga declaração de impostos para contornar "gaffes"

Em leitura:

Romney divulga declaração de impostos para contornar "gaffes"

Tamanho do texto Aa Aa

Mitt Romney tenta evitar ser o seu principal adversário na corrida às presidênciais norte-americanas. O candidato republicano afirmou, no Nevada, preocupar-se com “100% da população”, de forma a contornar a “gaffe” do início da semana, quando criticara os 47% de americanos que, segundo ele, “votam em Obama e vivem às custas do estado”.

Para tentar contrariar o efeito negativo das afirmações, a campanha de Romney divulgou ontem a declaração de impostos do candidato e da mulher, para mostrar que pagou 1,9 milhões de dólares ao fisco sobre um rendimento de 13,7 milhões de dólares.

Um argumento que não convence os democratas que alegam que Romney teria rejeitado as deduções ao fisco só para engrossar a soma paga ao estado.

Durante um comício de campanha na Virgínia, Obama não hesitou em aflorar o tema que parece consolidar o seu avanço nas sondagens.

“O êxito deste país não depende apenas do facto dos ricos se tornarem mais ricos. O êxito é quando quando as classes altas, mas também as classes médias vão bem, assim como aqueles que tentam atingir a classe média. Quando cada vez mais gente tem a oportunidade de avançar e de utilizar todo o seu potencial”.

Segundo as sondagens, Obama conseguiu consolidar a vantagem no Ohio, Virgínia e Florida, três dos nove estados mais cobiçados pelos candidatos à presidência.

Mas, segundo os analistas, a batalha ainda não está perdida para Romney, sobretudo se continuar a visar, nos seus discursos, o legado económico de Obama.