Última hora

Última hora

Rebeldes rendem-se mas Al-Shabab prolonga ameaças na Somália

Em leitura:

Rebeldes rendem-se mas Al-Shabab prolonga ameaças na Somália

Tamanho do texto Aa Aa

A luta acabou para os mais de 200 combatentes das milícias islâmicas Al-Shabab que se renderam, este fim de semana, entregando as armas à Missão da União Africana na Somália.

O grupo de insurgentes radicado em Jowhar, 80 quilómetros a norte de Mogadiscio, decidiu pôr cobro à revolta armada depois da morte de oito dos seus membros, como consequência da luta interna pelo poder entre duas fações rivais.

A desagregação resulta na promessa de colaboração com o governo da Somália e com as tropas da União Africana.

No entanto, os líderes do movimento Al-Shabab garantem que o combate pela instauração da lei islâmica no país é para continuar e ameaçam matar todos os membros do parlamento nacional. No passado sábado, um deputado foi abatido à saída de uma mesquita.