Última hora

Última hora

Gana vai cooperar com Costa do Marfim na investigação aos ataques rebeldes

Em leitura:

Gana vai cooperar com Costa do Marfim na investigação aos ataques rebeldes

Tamanho do texto Aa Aa

O Gana prometeu cooperar com a Costa do Marfim na investigação dos ataques da semana passada. As autoridades costa-marfinenses atribuem os ataques a partidários do antigo presidente Laurant Gbagbo refugiados no país vizinho. A fronteira entre a Costa do Marfim o Ghana foi encerrada na sexta-feira.

Na noite de quinta-feira à noite e na sexta-feira os rebeldes atacaram o posto fronteiriço de Noé e Abidjan, a capital comercial do país. Dois soldados e seis rebeldes morreram nestes ataques.

O governo costa-marfinense receia o regresso da guerra civil que no ano passado fez três mil mortos. Laurent Gbagbo não reconheceu a vitória de Alassane Ouattara que teve o apoio da comunidade internacional. Gbagbo foi entretanto capturado e transferido para Haia onde vai ser julgado pelo Tribunal Penal Internacional.