Última hora

Última hora

Segurança máxima em Madrid antes do "cerco" ao Congresso desta terça-feira

Em leitura:

Segurança máxima em Madrid antes do "cerco" ao Congresso desta terça-feira

Tamanho do texto Aa Aa

Segurança máxima em torno do parlamento espanhol e tolerância zero para as três manifestações de hoje em Madrid sob o mote “Cerca o Congresso”, um protesto simbólico contra a crise financeira que “raptou” a democracia, segundo se lê no manifesto dos organizadores.

As autoridades já avisaram que não vão tolerar quaisquer excessos e muito menos qualquer tentativa de invadir o parlamento.

A secretária-geral do Partido Popular, no poder, vai ainda mais longe, comparando a promessa de cerco ao golpe de Estado falhado de 1981.

Maria Dolores de Cospedal considera que a manifestação de logo à tarde vai contra a “vontade do povo”, que escolheu os seus representantes nas urnas.

Na resposta, os socialistas afirmam que a comparação só pode ser um “equívoco” da secretária-geral do PP, já que, em 81, “entraram militares de pistola” no congresso e foram disparados tiros.

1300 Polícias foram destacados para estas enigmáticas manifestações convocadas por duas plataformas pouco conhecidas nas redes sociais e internet, a “25-S” e a “De pé”.