Última hora

Última hora

"AP não tem outra alternativa que não recorrer à ONU", diz Leila Chahid

Em leitura:

"AP não tem outra alternativa que não recorrer à ONU", diz Leila Chahid

Tamanho do texto Aa Aa

Em entrevista à euronews em Bruxelas, a representante da Autoridade Palestiniana para a União Europeia, Leila Chahid, realçou que um maior reconhecimento do território pelas Nações Unidas é um passo decisivo para travar a violência no Médio Oriente.

“Não temos outra alternativa a não ser recorrer às Nações Unidas, não temos outra instituição que nos ajude a trabalhar com base na diplomacia e não com base na violência. Voltar à luta armada é um outro debate. Mas a posição palestiniana é clara: se o mundo não nos presta atenção, podemos, por exemplo, abandonar os acordos de paz de Oslo. E aí, cada parte assume as responsabilidades perante o seu povo”.

No que se refere ao foco de tensão criado com o programa nuclear do Irão, a diplomata critica que a ONU tenha dois pesos e duas medidas.

“Somos a favor da retirada de todas as armas nucleares e químicas existentes no Oriente Médio, incluindo Israel. Não aceitamos o que é imposto ao Irão, sendo que o país assinou acordos internacionais que Israel não quis assinar, apesar de ter 200 mísseis nucleares. Porque é que se aplica ao Irão algo que não se aplica a Israel? Se as Nações Unidas querem ser respeitadas, devem aplicar a mesma política a todos os países e obrigar à retirada das armas nucleares em todo o Oriente Médio “.