Última hora

Última hora

Itália: Mario Monti admite continuar como primeiro-ministro

Em leitura:

Itália: Mario Monti admite continuar como primeiro-ministro

Tamanho do texto Aa Aa

Mario Monti admitiu esta quinta-feira, à margem da Assembleia Geral da ONU, a possibilidade de assumir um novo mandato à frente do Governo italiano, que tem eleições previstas para março.

Esta abertura, altera a ideia deixada pelo atual primeiro-ministro italiano há cerca de duas semanas. E surge dois dias depois de Silvio Berlusconi, chefe de Governo em Itália até novembro passado, ter dito que Mario Monti poderia ser o candidato ideal em 2013.

Numa entrevista ao Huffington Post, Berlusconi foi questionado se seria um erro considerar Monti o candidato ideal de todos aqueles que desejam uma alternativa aos interesses da esquerda. “Não é um erro. Mas para se ser um candidato tem de se querer sê-lo. Vamos esperar para ver”, disse, numa entrevista publicada na última terça-feira.

Esta quinta-feira, em Nova Iorque, Mário Monti admitiu então continuar no cargo para lá das eleições de março se surgirem determinadas circunstâncias e se tal lhe for pedido.

Próximo de Angela Merkel e de François Hollande, Mario Monti, que já foi comissário europeu, foi nomeado em 2011 Senador vitalício e, após a saída de Berlusconi, primeiro-ministro de Itália. Embora descrente na possibilidade de ir a votos, por ser Senador, Monti já admite continuar como chefe de Governo para lá das próximas eleições em Itália.