Última hora

Última hora

Palestina pede à ONU reconhecimento como "Estado não-membro"

Em leitura:

Palestina pede à ONU reconhecimento como "Estado não-membro"

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente da Autoridade Palestiniana apelou esta quinta-feira, no arranque da assembleia geral das Nações Unidas, para o reconhecimento da Palestina como “Estado não-membro” da ONU em substituição do estatuto de mero “membro organizacional”.

Mahmud Abbas falou repetidamente de uma solução de paz para o território, mas não deixou de apontar o dedo a Israel. O responsável palestiniano chegou a ser duro para com o Governo de Telavive com que mantém um conflito territorial.

“Os acontecimentos do último ano confirmaram os factos de que nunca parámos de falar e para os quais alertámos. Isto é, as consequências catastróficas da colonização racista do nosso Estado”, afirmou Abbas.

Na plateia, a delegação de Israel na AG da ONU escutou as palavras do presidente palestiniano sem qualquer tipo de manifestações.

Mahmud Abbas reclamou uma solução pacífica para conflito com Israel, mas sem deixar de acusar o Governo de Benjamin Netanyahu de estar a agir indevidamente sobre partes de Jerusalém.

O presidente palestiniano terminou o discurso a pedir para deixarem “a paz vencer na Palestina antes que seja tarde demais” e deixou o palco das Nações Unidas sob aplausos. Seguia-se o discurso de Benjamin Netanyahu.