Última hora

Última hora

Somália: tropas africanas atacam último bastião de rebeldes islamitas

Em leitura:

Somália: tropas africanas atacam último bastião de rebeldes islamitas

Tamanho do texto Aa Aa

Os rebeldes islamitas da Somália lutam pelo último bastião no sul do país, num momento em que as tropas da União Africana anunciam ter tomado a cidade de Kismayo.

A informação foi, no entanto, desmentida por testemunhas que falam de combates violentos entre as tropas africanas e os rebeldes nos subúrbios da cidade que abriga o maior porto do país.

Desde Agosto do ano passado, que os chamados “al-shabab” acumulam derrotas, depois de terem sido expulsos da capital Mogadishu e vencidos há dias na cidade de Marka.

Mas, mais do que o fim da guerra civil iniciada em 1991, os analistas temem que os islamitas assumam uma nova estratégia de combate.

“Eu não penso que seja o fim dos Shebab. Penso que estão a retirar de Mogadishu, e que vão mudar de tática e estratégia para passarem a operar como uma guerrilha, vão trocar os uniformes por roupas civis e vão continuar a ser uma força poderosa” – afirma Patrick Smith da revista “Africa Confidential”.

Apesar das derrotas militares nas principais cidades do país, os rebeldes controlam ainda vastas regiões no sul e centro da Somália.

Uma situação agravada pelo impasse político na capital, quando o novo presidente tarda em nomear o novo governo, assim como os responsáveis da Defesa e Interior.